notícias Drama de lançamento de moeda atinge a equipe dos EUA no Mundial Juniors

A equipe dos EUA sobreviveu a um susto da República Tcheca na sexta-feira Campeonato Mundial Júnior em Gotemburgo, na Suécia, mas não sem um pouco de drama antes do tiroteio decisivo.

E não, Jair Alexandre não estava envolvido…

Os Estados Unidos estavam invictos depois de derrotar a Noruega e a Suíça na partida de sexta-feira, mas ainda não haviam sido verdadeiramente testados. A República Checa, por sua vez, sofreu uma derrota na abertura do torneio para a Eslováquia e depois derrotou a Noruega.

Os americanos são um dos melhores times do torneio e um dos favoritos para vencer tudo. Porém, nunca se pode contar com os checos, que parecem sempre ter uma equipa sólida. Se esta iteração da equipe dos EUA ainda não soubesse disso, não esquecerá tão cedo.

A República Tcheca assumiu a liderança várias vezes nas idas e vindas, mas a equipe dos EUA respondeu em todas as vezes e mandou o jogo para a prorrogação.

Os tchecos resistiram a um pênalti e aos cinco minutos a partida degenerou em disputa de pênaltis.

Mas então as coisas ficaram um pouco estranhas. Para determinar quem arremessa primeiro, um dos árbitros joga uma moeda.

O capitão da equipe dos EUA e Michigan Wolverine Rutger McGrorarty participou do sorteio com o tcheco Jiri Kulich.

Embora isto devesse ter corrido bem, não aconteceu. A moeda bateu no pé do dirigente e acabou a favor da República Checa. McGrorarty não aceitou.

“Quer dizer, bateu no seu skate, não foi?” McGrorarty disse.

READ MORE  notícias Drama do GCHS apresentará 'Sonho de uma noite de verão' - The Garden City Telegram

“Sim, sim, não importa”, disseram as autoridades.

Estou com McGrorarty. Este é o Mundial Juniores, não uma competição de cerveja. Vamos fazer uma rodada limpa.

O capitão da seleção dos EUA tentou novamente defender sua posição na cambalhota ruim, ao que o árbitro simplesmente brincou dizendo que ele tinha “dois pés grandes”.

Os tchecos optaram por chutar primeiro e, quando McGroararty voltou ao banco, continuou a expressar sua frustração com o lance ruim.

“Era 50 ou algo assim”, disse ele. Não foi cara ou coroa. Mas ele acertou o skate do árbitro. Um pouco otimista, certo?

Porém, ele revelou que apesar do lance questionável, o time dos EUA conseguiu chutar primeiro, que sempre quis.

A disputa de pênaltis durou cinco rounds e foi para os extras, onde Isaac Howard, da equipe dos EUA, selou a vitória.

Foi uma maneira estressante de passar os três primeiros jogos com 3-0-0-0, mas ainda conta.

Os americanos voltam à ação no domingo para a última partida da fase de grupos, contra um time muito bom da Eslováquia.

Siga no X: @Matt_Reigle