notícias A candidatura sem drama de DeSantis para 2024 é ameaçada por problemas do super PAC

EUnos meses que antecederam o Gov. Ron DeSantisApós o anúncio de (R-FL) de que concorreria à presidência, ele foi retratado como o candidato que mais se parecia com o ex-presidente Donald Trump mas sem drama, caos e vitríolo.

Dois meses antes de lançar a sua campanha no final de Maio, ele escreveu num blogue sobre a sua liderança sem drama no Leadership Summit da Heritage Foundation. “Conseguimos liderar uma administração que não se envolve em controvérsias mesquinhas, dramas ou intrigas palacianas”, disse DeSantis. disse em uma escavação sutil em Trump. “Basicamente executamos a missão dia após dia.”

Juramento de posse: BIDEN UMA VEZ TIROU TRUMP, MAS ELE RESTAUROU A ‘ALMA DA NAÇÃO?’

Como tal, surgiu a esperança de que se ele tivesse a 2024 candidato, o VAI P seria capaz de satisfazer a base pró-Trump da ala, mantendo ao mesmo tempo os cansados ​​republicanos que tentam superar o ex-presidente.

Mas quase sete meses depois de DeSantis se ter tornado candidato presidencial, a sua campanha não conseguiu ultrapassar Trump e afastar outros rivais, incluindo o antigo embaixador na ONU. Nikki Haley. Never Back Down, o super PAC que serviu como campanha substituta para o governador da Flórida, foi assolado por recentes demissões e demissões de pessoal que ameaçam os esforços de DeSantis para vencer as eleições de 15 de janeiro. Convenções de Iowaa joia da coroa de sua luta para derrotar Trump.

Na noite de sábado, Jeff Roe, estrategista-chefe do grupo, disse: resignado após um WashingtonPost história sobre as lutas internas de Never Back Down foi publicado, tornando-se o sexto alto executivo a deixar o grupo nas últimas semanas.

“Não acredito que terminou assim. Estou muito orgulhoso de ter trabalhado 24 horas por dia, 7 dias por semana, ao lado desses homens e mulheres do NBD nos últimos nove meses para salvar o país”, disse Roe. Postou nas redes sociais.

Cinco outros funcionários saíram ou foram demitidos, incluindo dois CEOs, da Never Back Down antes de Roe renunciar. Trump e seus aliados aproveitaram rapidamente a renúncia de Roe, com Trump já prevendo que DeSantis fracassaria nas primárias. “Jeff Roe saiu – GAME OVER para DeSanctimonious! #MAGA,” Ele Postou no TruthSocial.

READ MORE  notícias Planos para o drama K The Queen Lives in Seoul, estrelado por Han Ye Seul, foram cancelados após não conseguir encontrar redes interessadas ou horários disponíveis

Estrategistas e especialistas que trabalham com o Examinador de Washington disse que os problemas de Never Back Down são um sintoma das fraquezas do governador da Flórida como candidato presidencial. Alegaram também que os eleitores republicanos não são receptivos a um candidato como Trump quando o ex-presidente está votando, prejudicando ainda mais as ambições presidenciais de DeSantis.

“Isso mina absolutamente o cerne de seu argumento sobre por que ele entrou na corrida”, disse Jason Roe, um estrategista republicano que disse ao Sens. Mitt Romney(R-UT) e Marco RubioCampanhas presidenciais de (R-FL), sobre os problemas do super PAC. (O estrategista republicano não tem nenhum relacionamento com Jeff Roe.) “E ele tinha um histórico muito forte na Flórida. Mas acho que vimos muitos governadores muito eficazes falharem.”

E com DeSantis necessitando desesperadamente de atenção focada em cortejar os eleitores no caucus de Iowa, o drama de seu super PAC está alcançando sua antiga personalidade de Trump sem a bagagem. Em vez de ganhar a atenção dos meios de comunicação social pelos seus crescentes ataques a Trump, Never Back Down está a ocupar as manchetes, o que não é um sinal positivo para um candidato que está atrás de Trump por dois dígitos na maioria das sondagens.

“Não é sobre isso que você quer que as pessoas falem”, disse Jason Roe. “Você quer que todos acreditem que Donald Trump é o candidato do caos, e neste momento você é o candidato do caos, e isso não faz Trump parecer tão ruim.”

Never Back Down tinha originalmente se gabado de arrecadar mais de US$ 200 milhões em sua busca para cimentar DeSantis acima de todos os seus rivais, mas as tensões aumentaram à medida que DeSantis continuava a cair nas pesquisas, Trump aumentava seu domínio e o ímpeto de Haley começava a aumentar. Agora, um segundo super PAC, Fight Right, está apoiando a oferta de DeSantis para 2024. O novo grupo está focado principalmente em compras negativas de anúncios contra Haley enquanto ela luta contra DeSantis pelo segundo lugar.

“A campanha de DeSantis dependia de um super PAC altamente eficaz e comprometido para levá-lo ao evento onde venceu em Iowa e depois ganhou força suficiente para tentar competir nacionalmente em um curto período de tempo”, disse Matthew Grossmann, diretor da campanha . Instituto de Políticas Públicas e Pesquisa Social da Michigan State University. “E há sinais de que esse apoio está a diminuir, tornando ainda menos provável que isso aconteça.”

READ MORE  notícias David Harewood: estrela de Homeland nomeada nova presidente da escola de teatro Rada

Nem a campanha DeSantis nem Never Back Down responderam ao Examinador de Washingtonpedido de comentário.

DeSantis ainda está em segundo lugar com 12,4%, atrás de Trump com 63%, segundo um Política RealClear média da votação. Mas Haley está se aproximando do governo com 11,5%. Isto está muito longe de quando DeSantis tinha 30,1% de votos em 30 de março, antes mesmo de ser candidato presidencial.

“A campanha não ganhou a força que esperava ao chegar aos caucuses de Iowa e está claramente longe de ser um plano coerente para derrubar Trump nas primárias”, acrescentou Grossmann, transferindo a culpa de Never Back Down para DeSantis. “E assim você sempre pode apontar para coisas que estão acontecendo entre os trabalhadores da campanha ou entre os apoiadores da campanha, mas geralmente eles estão acompanhando a queda em vez de causar a queda.”

Grant Reeher, professor de ciência política na Universidade de Syracuse, disse ao Examinador de Washington que embora os problemas de DeSantis sejam insignificantes em comparação com as 91 acusações criminais de Trump, a base republicana ainda não está pronta para abandonar Trump.

“A rotatividade que ele teve na organização não chega nem perto do caos que o disruptor primário criou, tanto como candidato quanto como presidente”, disse Reeher sobre o objetivo de DeSantis de ser um Trump sem drama. “Então, nesse sentido, essa afirmação ainda é bastante válida. Não sei o que ele ganha com isso.”

CLIQUE AQUI PARA LER MAIS DO EXAMINADOR DE WASHINGTON

DeSantis tentou manter o foco em sua campanha em Iowa neste fim de semana para derrotar Trump, com repetidos ataques à incapacidade do ex-presidente de apresentar resultados. promessas conservadoras. Mas dado o drama do super PAC e a escassez de pesquisas, essa mensagem pode não ressoar bem.

“Para eliminar a perturbação e o caos de Trump, pergunto-me o que é isso?” Reeher continuou. “É como dizer… sou suco de uva sem as uvas. Quer dizer, é isso que esse cara representa como candidato. Quero dizer, isso foi uma grande parte de seu apelo. Foi isso que atraiu as pessoas.”